Artigo - Tabelas de porcentagem do nível de performance: Uma opção motivacional em natação de Masters?


Piscina do Mundial de Masters 2021, na Hungria: 5.500 inscritos

Figura. Piscina do Mundial de Masters 2021, na Hungria: 5.500 inscritos


Tabelas de porcentagem do nível de performance: Uma opção motivacional em natação de Masters?

Paulo Franco Rosa Nadar!
Lúcio Franco Rosa Nadar!

https://n2t.net/ark:/21207/NADAR.v1i164.4

As competições de natação para nadadores veteranos tem atraído milhares de atletas no mundo todo. O primeiro Mundial da categoria reuniu 1000 participantes em Tóquio no ano de 1986, mas depois disso os números só aumentaram, o Mundial Master realizado em Riccione na Itália em 2012 atraiu mais de 12 mil participantes e o Mundial de Budapeste, realizado em pleno ano de pandemia do covid-19 contou com 5.500 inscritos só nas provas de natação. (Figura)

Este artigo revisa os estudos que avaliaram a percepção motivacional referente as faixas de idade de nadadores inseridos no movimento competivivo de Masters e de como uma premiação alternativa considerada mais justa - baseada em tabelas de nível de performance ou age grading - poderia aumentar a participação nos eventos. Paralelamente pincelamos as dificuldades para implementação do age grading em natação.

Palavras-chave: natação master, veterano, age grading, performance, motivação

INTRODUÇÃO

Poucos estudos tem demonstrado os efeitos motivacionais relativos a idade e gênero associados à participação na natação de veteranos (1-4) na atual divisão quinquenal por faixas etárias, onde os nadadores que se encontram no primeiro ano da faixa tem vantagens sobre aqueles que estão no último ano. No atletismo as tabelas de PLP - Performance Level Percentage surgiram para enfrentar esse problema e se popularizaram desde sua criação no final dos anos 80. Mas, em natação, ainda não há consenso (5) sobre sua utilização.

PREMIANDO EXPERIÊNCIA

Falar em engajamento nos esportes depois dos 25, 30, ou 40 anos remete diretamente a questão da idade, mais do que isso, remete ao problema do peso da idade. Mas, será que alguém já pensou que a idade também é sinônimo de experiência? No início dos anos 90, competições de atletismo começaram a premiar corredores de 60 anos com medalhas de ouro a frente de jovens de 25 anos. Era o início da classificação por PLP - Performance Level Percentage, um índice que se popularizou nas provas de veteranos do atletismo.

O índice ou PLP se aproxima dos 100% na medida em que o tempo do atleta se aproxima do padrão de tempo mundial para sua idade e distância. Entre 90% e 100%, ele terá se enquadrado na classe mundial. Acima dos 80%, classe nacional. Acima dos 70%, classe regional e acima dos 60%, classe local.


100% = Nível Aproximado de Recorde Mundial

90 % + = Classe Mundial

80 % + = Classe Nacional

70 % + = Classe Regional

60 % + = Classe Local

Tabela. Porcentagens típicas para cálculo de PLP


A antiga WAVA, atual WMA (World Masters Athletics), o órgão mundial que rege o atletismo voltado aos atletas Masters, desenvolveu tabelas com índices para cálculo de desempenho do PLP, popularmente conhecido como age grading, para corridas de longa distância e racewalking, abrangendo faixas etárias que vão de 8 a 100 anos para todos os eventos principais.(6)

Os fatores WAVA tentam compensar a desaceleração da performance com a idade, fornecendo um fator de correção para o tempo. As primeiras tabelas oficiais de classificação por idade compiladas foram publicadas pela National Masters News em 1989. As revisões (levando em consideração a melhoria do desempenho em todas as idades) foram lançadas em 1991, 1994, 2006, 2010, e 2015 e já existe uma proposta para 2022. (7)

O mais interessante das tabelas criadas para cálculos do PLP, e já foram elaboradas algumas para natação, também, é que, além de descobrir seu PLP, você pode usar o fator ou índice expresso na tabela para comparar sua performance com de outros atletas, de outras categorias.

Veja este exemplo: Os números a seguir demonstram os resultados com base no cálculo de PLP e padrões de tempos hipotéticos de dois atletas de corrida: João e Maria.

João (43 anos, terminou a prova em 39’48”). Seu fator é 0,9471 e o tempo padrão da prova 28’29”.

Maria (53 anos, terminou a prova em 45’18”). Seu fator é 0,8545 e o tempo padrão da prova 35’01”.

João fez 39’48” nos 10km. O fator ou índice para os 10km para ele é de 0,9471. Multiplicando 39’48” (ou 2388 segundos) por 0,9471 vamos obter seu tempo graduado, que será de 37’48”.

O PLP deste atleta deve ser determinado utilizando-se o tempo padrão que consta na tabela e foi pré determinado por quem confeccionou a tabela, neste caso, com base numa marca mundial, que é de 28’29” e dividi-lo pelo tempo do João na prova, que foi de 39’48”. Vamos obter o PLP de 71,6%.

Continuando nosso exemplo, vamos ver o resultado da Maria que tem 53 anos e fez o tempo 45’18” nos 10km. O fator para ela é de 0,8545. Multiplicando 45’18”(ou 2718 segundos) pelo fator vamos obter o tempo graduado dela, que é 38’43”. Para determinar seu PLP vamos pegar o tempo padrão para ela que é de 34’01”(ou 2101 segundos) que dividimos pelo seu resultado que foi 45’18”. Obtemos assim, um PLP de 77,3%.

Concluindo: Maria é mulher, é mais velha que João levou mais tempo para terminar a prova, mas pela classificação age-grading ganhou dele ao marcar 77,3% contra os 71,6%.

Como isso pode acontecer? Simples, Maria, na sua faixa etária e de acordo com seu sexo está melhor em termos de performance do que João, já que está mais próxima aos 100% do que ele.

O FATOR MOTIVACIONAL

'Os benefícios do envolvimento com a atividade física ao longo da vida são bem conhecidos. Eles incluem diminuição do risco de doenças cardiovasculares, hipertensão, e diabetes' , conforme Katzmarzyk et al. citado em livro organizado por J. Baker. (8) Apesar dos benefícios, a taxa de participação decresce com a idade. Além do processo de envelhecimento após os 25 anos e que se acelera após os 70, os atletas Masters - ainda que acima da média em termos de envolvimento com atividades físicas, de acordo com Hawkins - citado no mesmo livro (8) - se deparam com serias questões motivacionais em função do atual formato das competições. Isto ficou patente no estudo realizado pela Universidade McMaster, do Canadá. (1) O pesquisador Nicola Medic e sua equipe constataram que, como já se suspeitava, na atual divisão por faixas etárias, os atletas e nadadores pesquisados que se encontravam no primeiro ano da faixa tinham vantagens sobre aqueles que estavam no último ano, por exemplo. A mesma pesquisa verificou que os nadadores que estão no penúltimo ou último ano de uma determinada faixa, são os menos motivados porque sabem que vão competir com atletas mais jovens e possivelmente mais hábeis e conseqüentemente participam menos de competições e quebram menos recordes. O chamado efeito da idade foi considerado um problema no esporte em geral, na medida em que desconsidera as capacidades individuais de cada um.

Outro estudo,(4) indicou a existência de elementos relevantes para preparação, participação, e sucesso em competições master, que foram a consciência das vantagens, a expectativa, a motivação, além de treinamento e capacidade fisiológica que vão influenciar diretamente na decisão pela participação em eventos. Como resultado dessa consciência potencial, eles podem ter a oportunidade de avaliar sua inscrição para provas com base em suas percepções de uma vantagem relativa da sua posição na faixa de idade.

'...para nadadores veteranos mais sérios (aqueles que participaram de pelo menos três campeonatos durante um período de seis anos), 70% deles eram mais propensos a retornar quando se encontravam em uma situação de relativa vantagem competitiva (ou seja, o primeiro ano de uma categoria de idades)...' (1)

Quando falamos em consciência da vantagem, não se trata de mero empirismo, já que estudos anteriores demonstraram que, realmente, a probabilidade de estabelecer um recorde aumentava se os atletas Masters estivessem no primeiro ano, e diminuía se eles estivessem no terceiro, quarto, ou quinto ano, de uma categoria de idade. (1) E a participação dos atletas nos eventos também corrobora com esta linha de pensamento. A partir de dados dos campeonatos nacionais norte-americanos Masters Short Course de 2003 a 2009, constatou-se que as chances de um nadador master participar do campeonato durante o primeiro ano constituinte de qualquer faixa de idade de 5 anos era mais do que duas vezes maior do que as chances desse atleta participar durante o quinto ano da respectiva faixa.(3)

TABELAS DE AGE GRADING PARA NATAÇÃO

Apesar de ser relativamente fácil de encontrar calculadoras e tabelas de age grading para provas de corrida na internet (7,9-12 ) e junto a entidades do esporte, infelizmente, não há grande divulgação de tabelas de PLP para natação. As últimas que foram elaboradas pela U.S. Maters Swimming, apresentadas num artigo do professor David Nordstrom - onde são sugeridas listas já com os fatores calculados para todas as provas e faixas que vão de 19 a 84 anos - (13 ,14) datam de 2006, portanto os recordes usados como parâmetros já estão desatualizados. A própria entidade reforça a necessidade destas chamadas 'métricas motivacionais' para estimular seus filiados (5). Entretanto, ainda não foram definitivamente adotadas, por esbarrar em questões como a) definição do recorde mundial master a ser utilizado; b) definição do tipo de recorde a ser considerado se de categoria master ou não; c) frequência de atualização das tabelas; d) análise de uma virtual margem de erro das tabelas; e) necessidade de elaborar classificações que levem em conta gênero e idade e f) questões referentes a validação dos resultados no futuro.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Levando em consideração que a percepção motivacional de nadadores Masters em relação a sua participação em campeonatos é afetada pela sua posição na classificação etária e que esta posição pode ser, realmente afetada, em função da sua idade, sugerimos que os organizadores de competições para Masters de natação considerem seriamente a implantação de sistemas de age grading para premiar e reconhecer as performances de maneira mais justa e motivante, acabando com as desvantagens dos atuais regulamentos. Novas pesquisas devem ser encampadas atenuando dúvidas e dificuldades - como por exemplo o tipo de recorde a ser adotado, a frequência de renovação das listas, validação oficial dos resultados, etc. - que vem obstruindo a popularização das PLPs para natação de veteranos.

REFERÊNCIAS

(1) Medic N, Starkes JL, Young BW. Examining relative age effects on performance achievement and participation rates in Masters athletes. Journal of Sports Sciences [Internet]. 2007 [cited 2021 Nov 9];25(12):1377-1384. Available from: https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/02640410601110128

(2) Medic N, Starkes JL, Young BW, Weir PL, Grove JR. Gender, age, and sport differences in relative age effects among US Masters swimming and track and field athletes. Journal of Sports Sciences [Internet]. 2009 [cited 2021 Nov 9];27(14):1535-1544. Available from: https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/02640410903127630

(3) Medic N, Young BW, Medic D. Participation-related relative age effects in Masters swimming:: A 6-year retrospective longitudinal analysis. Journal of Sports Sciences [Internet]. 2011 [cited 2021 Nov 9];29(1):29-36. Available from: https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/02640414.2010.520726

(4) U.S. Masters Swimming [Internet]. Sarasota: U.S. Masters Swimming; 2017 Nov 23. USMS Age-Grading: An Idea Whose Time Has Come?; [cited 2021 Nov 9]; Available from: https://www.usms.org/fitness-and-training/articles-and-videos/articles/usms-age-grading-an-idea-whose-time-has-come/.

(5) World Masters Athletics [Internet]. Monaco: World Masters Athletics; c2021 [cited 2021 Nov 9]. Available from: https://world-masters-athletics.com

(6) World Masters Athletics [Internet]. Monaco: World Masters Athletics; 2021. Proposed 2022 Age Factors; [cited 2021 Nov 9]; Available from: https://world-masters-athletics.com/athlete-information/proposed-2022-age-factors/.

(7) Baker J, Horton S, Weir P. The Masters Athlete: Understanding the Role of Sport and Exercise in Optimizing Aging. Oxfordshire: Routledge; 2009. 216 p. ISBN: 978-0415476560.

(8) Howard Grubb [Internet]. United Kingdom: Howard Grubb; 2020 Jul 17. USATF MLDR Road age-grading calculator 2020; [cited 2021 Nov 9]; Available from: http://howardgrubb.co.uk/athletics/mldrroad20.html

(9) EMA: European Masters Athletics [Internet]. Ratingen: European Masters Athletics; 2021. Proposed 2022 Age Factors; [cited 2021 Nov 9]; Available from: https://european-masters-athletics.org/about-ema/news-overview/1869-wma-proposed-age-grading-tables.html

(10) SpeedEndurance.com [Internet]. London: Aryta Ltd; 2021 May 14. WMA Masters Predictors and Age-Grade Calculators; [cited 2021 Nov 9]; Available from: https://european-masters-athletics.org/about-ema/news-overview/1869-wma-proposed-age-grading-tables.html

(11) runbundle [Internet]. [place unknown]: Simon Loughran; c2016-2021. Tools: Age Grading Calculator; [cited 2021 Nov 9]; Available from: https://runbundle.com/tools/age-grading-calculator

(12) U.S. Masters Swimming [Internet]. Sarasota: U.S. Masters Swimming; 2006 Mar 01. Age Grading; [cited 2021 Nov 9]; Available from: https://www.usms.org/fitness-and-training/articles-and-videos/articles/age-grading?Oldid=143

(13) MOVE! [Internet]. Boston: Cathy Utzschneider; 1992-2021 c. Aging Tables: Swimming and Running; [cited 2021 Nov 9]; Available from: https://www.movegoals.com/aging-tables-swimming--running.html


Estatísticas do Artigo

Stats

 


Apoio

Support NADAR! Send a message now, to: NADAR@REVISTANADAR.COM